Friday, March 31, 2006

QUE TAL COMEÇAR COM ALGUMAS ESTROVENGADAS RODRIGUEANAS?


"Toda mulher gosta de apanhar. Só as neuróticas reagem".


"O 'homem de bem' é um cadáver mal informado. Não sabe que morreu".


"O jovem tem todos os defeitos do adulto e mais um: - o da imaturidade".


"Tarado é toda pessoa normal pega em flagrante".


"Não reparem que eu misture os tratamentos de tu e você. Não acredito em brasileiro sem erro de concordância".


"No Brasil, o marxismo adquiriu uma forma difusa, volatizada, atmosférica. É-se marxista sem estudar, sem pensar, sem ler, sem escrever, apenas respirando".


Eu amo a juventude como tal. O que eu abomino é o jovem idiota, o jovem inepto, que escreve nas paredes "É proibido proibir" e carrega cartazes de Lenin, Mao, Guevara e Fidel, autores de proibições mais brutais.


"O ser humano é cego para os próprios defeitos. Jamais um vilão do cinema mudo proclamou-se vilão. Nem o idiota se diz idiota. Os defeitos existem dentro de nós, ativos e militantes, mas inconfessos. Nunca vi um sujeito vir à boca de cena e anunciar, de testa erguida: - "Senhoras e senhores, eu sou um canalha".


"Ainda ontem dizia o Otto Lara Resende: — "O cinema é uma maneira fácil de ser intelectual sem ler e sem pensar". Mas não só o cinema dá uma carteirinha de intelectual profundo. Também o socialismo. Sim, o socialismo é outra maneira facílima de ser intelectual sem ligar duas idéias".


"As cartas de Marx mostram que ele era imperialista, colonialista, racista, genocida, que queria a destruição dos povos miseráveis e "sem história", os quais chama de "piolhentos", de "anões", de "suínos" e que não mereciam existir. Esse é o Marx de verdade, não o da nossa fantasia, não o do nosso delírio, mas o sem retoque, o Marx tragicamente autêntico".


"D. Helder já esqueceu tanto a letra do Hino Nacional quanto a da Ave-Maria. Prega a luta armada, a aliança do marxismo e do cristianismo. Se ele pegasse uma carabina e fosse para o mato, ou para o terreno baldio, dando tiros em todas as direções, como um Tom Mix, estaria arriscando a pele, assumindo uma responsabilidade trágica e eu não diria nada. Mas não faz isso e se protege com a batina. Sabe que um D. Helder sem batina, um D. Helder almofadinha, de paletó ou de terno da Ducal, não resistiria um segundo. Nem um cachorro vira-lata o seguiria".


"[Até o século XIX] o idiota era apenas o idiota e como tal se comportava. E o primeiro a saber-se idiota era o próprio idiota. Não tinha ilusões. Julgando-se um inepto nato e hereditário, jamais se atreveu a mover uma palha, ou tirar um cadeira do lugar. Em 50, 100 ou 200 mil anos, nunca um idiota ousou questionar os valores da vida. Simplesmente, não pensava. Os "melhores" pensavam por ele, sentiam por ele, decidiam por ele. Deve-se a Marx o formidável despertar dos idiotas. Estes descobriram que são em maior número e sentiram a embriaguez da onipotência numérica. E, então, aquele sujeito que, há 500 mil anos, limitava-se a babar na gravata, passou a existir socialmente, economicamente, politicamente, culturalmente etc. houve, em toda parte, a explosão triunfal dos idiotas".

(frases e textos de Nelson Rodrigues)

3 comments:

celso muniz said...

nélson rodrigues não passa de um moralista impiedoso. e cuidado para esta estrovenga não lhe cortar a própria cabeça seu moço. você está na paraíba de outros cortes: contas, emprego, facilitações. não seja então um publicitário sem cabeça. o excelso não compensa ;)

Alex Camilo said...

Não, um falso moralista impiedoso, é diferente. E pode deixar, eu sei curcuviar. Já as contas, empregos e facilitações, dessa Paraiba de côrtes, espero que tenham quengo para sacar que aqui cabe qualquer corte, politicamente correto ou não, pois, ESTROVENGA se amola com insulto, escarnio e diatribe. Aqui é o espaço pra quem tem a tara de ver idiotas lutando em nome de uma quenga chamada Verdade, mas não querem arriscar o pescoço.

Um abraço, caro Celso.

grilo said...

Estrovengadas à parte...
No banheiro feminino da Faculdade de Comunicaçã o da Unb, um cartaz escrevia o seguinte:

"1.500 mulheres são espancadas no mundo a cada minuto."

E logo abaixo, à mão, a conclusão dessa coisa toda:

"E ainda não aprenderam."